Doação de Órgãos

“Não pode haver maior dádiva do que oferecer algo que não nos é mais útil e que vai salvar uma vida”.
Divaldo Franco

Doação de órgãos é um procedimento terapêutico destinado a pacientes em situação de risco.

Muitas vezes, o transplante de órgãos pode ser única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação

Doar órgãos é um ato nobre, um gesto de amor e caridade no seu mais profundo sentido, desde que seja consciente e espontâneo. Ninguém deve se sentir forçado a doar seus órgãos, se a ideia não lhe agrada, e se não está seguro dessa decisão.

O espiritismo, tendo anunciado a lei do progresso, é a favor de qualquer avanço, seja em que área for sendo assim, não poderia ser contra a doação de órgãos.

Ao analisarmos no sentido ético-religioso, o homem não é dono de seu próprio corpo, mas sim, usuário dele, motivo pelo qual, de acordo com o livre arbítrio e sua consciência, colocá-lo a serviço da Medicina.

O corpo físico é o primeiro empréstimo que Deus nos concedeu, para nosso aprimoramento moral e intelectual, então por que não permitir que esse bem que não será mais utilizado por alguém que acabou de desencarnar, favoreça por meio da doação de órgãos a continuação da vida de outro espirito encarnado, para que esse possa permanecer mais tempo na terra, e aproveite as oportunidades de crescimento e progresso?

Não devemos nos preocupar com o sofrimento, pois se alguém tiver que sofrer, após a morte, a dor será moral e não física, ou seja acontecerá independente de ser doador ou não. A intenção caridosa não passará despercebida, sendo assim os espíritos bondosos lhe darão ampla assistência.

A espiritualidade dispõe de recursos para auxiliar tanto o doador como o receptor no momento dessa oportunidade de exercício de amor e caridade. Os espíritos envolvidos nesse ato recebem proteção espiritual, a medicina celeste está acima da medicina terrestre e estará atuando o tempo todo para o maior beneficio e sintonia. A Lei de Deus, além de justa, é eminentemente misericordiosa, representando o transplante de órgãos valiosa oportunidade dentre tantas outras colocadas à nossa disposição para o exercício da caridade.

Lembrando mais uma vez, a doação deve ser voluntária e consciente. Para quem doa, é um exemplo de desapego a matéria, expressando o amor ao próximo. Para quem recebe é um exemplo de misericórdia Divina que permite a continuidade da existência física.

Para ser um doador, basta conversar com sua família sobre o seu desejo de ser doador e deixar claro que eles, seus familiares, devem autorizar a doação de órgãos.

Fonte:

TORCHI, Cristiano. Reflexão sobre a doação de órgãos e transplantes – Revista Reformador- Maio 2013 – Pg 5 a 7

https://tvmundomaior.com.br/doacao-de-orgaos-na-visao-espirita/

https://www.letraespirita.blog.br/post/doa%C3%A7%C3%A3o-de-org%C3%A3os-na-vis%C3%A3o-esp%C3%ADrita

http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doacao-de-orgaos

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *